R$ 15 milhões é o total de recursos que a Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro decidiu descontingenciar para promover a inclusão digital nas universidades públicas. O secretário Léo Rodrigues considera importante essa quebra de limite de verbas a serem aplicadas durante a pandemia.https://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?id=1314763&o=nodehttps://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.gif?id=1314763&o=node

Reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Ricardo Lodi também comentou a medida. Segundo sua avaliação, grande parte dos alunos da instituição não teria condições de acompanhar aulas online, razão pela qual a Uerj resolveu adotar algumas ações.

O reitor acredita que tais medidas serão capazes de promover o acesso igualitário do conjunto da comunidade acadêmica às aulas.

Uerj e Universidade Estadual da Zona Oeste (Uezo) iniciarão o primeiro semestre letivo de 2020 no dia 14 de setembro, inteiramente de forma remota.

A Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) não divulgou atualização do calendário acadêmico com previsão de retomada das aulas.

Fonte: Agencia Brasil

Deixe seu Comentário